"REPARTIR COM OS DEMAIS POVOS O QUE TEMOS RECEBIDO COM FARTURA É O QUE DEUS ESPERA DE CADA UM, ESPECIALMENTE SE CONSIDERARMOS QUE ELE NOS ABENÇOA PARA QUE OUTROS TAMBÉM SEJAM ABENÇOADOS POR MEIO DAS BÊNÇÃOS QUE TEMOS ALCANÇADOS."

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

CURIOSIDADES SOBRE OS INDIOS NO BRASIL








• Atualmente, existem apenas dois estados brasileiros onde não vivem populações indígenas: o Piauí e o Rio Grande do Norte.
• O número de etnias indígenas é maior do que o de línguas. Isso ocorre porque alguns povos indígenas deixaram de falar sua língua de origem em decorrência da violenta colonização que sofreram. Mas o fato de não falarem mais suas línguas originais não significa que deixaram de ser índios: eles se reconhecem e e devem ser reconhecidos como índios, com organizações sociais e culturas diferentes entre si e, ao mesmo tempo, distintas da sociedade não-indígena.
• Hoje, muitos povos indígenas são bilíngues (geralmente falam o seu próprio idioma e o português) ou multilíngues (falam mais de duas línguas). Algumas comunidades estão aprendendo na escola a língua de seu povo, que estava deixando de ser utilizada, principalmente entre os mais jovens.
• A população indígena tem crescido nos últimos anos, embora povos específicos tenham diminuído demograficamente e alguns estejam até ameaçados de extinção. São mais de 230 povos, alguns deles com parte de sua população residindo em outros países.
• Os povos indígenas estão espalhados por todo o território brasileiro e em países vizinhos. No Brasil, a grande maioria das comunidades indígenas vive em terras coletivas, declaradas pelo governo federal para seu uso exclusivo. As chamadas Terras Indígenas somam, hoje, 650.
• Muitas palavras que fazem parte do no nosso dia a dia têm origem indígena. Alguns exemplos são: abacaxi, arapuca, arara, capim, catapora, cipó, cuia, cumbuca, cupim, jabuti, jacaré, jibóia, jururu, mandioca, mingau, minhoca, paçoca, peteca, pindaíba, pipoca, preá, sarará, tamanduá, tapera, taquara, toca, traíra, xará.
• Existem vários grupos lingüísticos indígenas no Brasil, cada um formado por diferentes línguas. Esses grupos, conhecidos como “famílias”, podem pertencer a dois “troncos linguísticos” principais: o Tupi (o maior e mais conhecido, encontrado em quase todo o território brasileiro) e o Macro-Jê (com cerca de 25 línguas, faladas no Centro-Oeste, na Região Sul, no Pará e na Amazônia meridional).
• As famílias karib e aruák não constituem troncos, a cada uma delas é formada por várias línguas.
O Munani está aprendendo a ler em português e em nheengatu
Vejam só a satisfação do Munani. Ele está aprendendo a ler e escrever. Na escola da cidade, está sendo alfabetizado em português, mas sempre que vai para a aldeia estuda também o nheengatu com a professora da escola indígena.
O nheengatu significa língua boa, e é conhecido como a "língua geral amazônica". Ele teve origem na língua tupinambá, que pertence ao tronco linguístico tupi e era falada em grande parte da costa brasileira.
Nos séculos XVII e XVIII o nheengatu era falado no Maranhão e no Pará e, aos poucos, passou a ser cada vez mais usado, inclusive pelos padres jesuítas e colonizadores portugueses, que o ensinaram para os índios que viviam ao longo do vale do rio Amazonas e seus afluentes. Em seguida a língua geral amazônica subiu o rio Negro e chegou à Amazônia venezuelana e à colombiana.
Como toda língua, o nheengatu sofreu transformações com o tempo, mas ainda é falado hoje, principalmente na região do rio Negro, onde é a língua da população ribeirinha e o meio de comunicação entre índios e não-índios, ou entre índios falantes de línguas diferentes.
Ele é falado, por exemplo, pela etnia Baré, e pelos habitantes de São Gabriel da Cachoeira, que fica no noroeste da Amazônia. Ali é considerado língua co-oficial do município e todos os documentos públicos devem ter também a versão em nheengatu.
O nome Munani em nheengatu significa mistura. Em algumas aldeias eles dão o nome Munani para o mingau ("mistura" de farinha e água). Assim como Munani, muitos meninos índios aprendem o português e sua língua indígena materna.



Escolas indígenas
Você sabia que nas aldeias também têm escolas? Pois têm. Às vezes as pessoas pensam que um menino índio passa o dia brincando, caçando, ou pescando, mas não é bem assim.
De acordo com o Censo Escolar de 2008, do Ministério da Educação (MEC), existem 2.698 escolas indígenas em 26 estados brasileiros. Desse total, 1.677, ou 62%, estão na região Norte.
Segundo o MEC, há no Brasil 205.141 alunos matriculados em escolas indígenas, sendo 52,3% na região Norte. Só no Amazonas eles são 63.405.
Em quase todas as escolas os alunos recebem uma educação bilíngüe. São alfabetizados primeiro na língua indígena materna e depois no português.
Isso só não acontece no Nordeste, onde a maioria dos índios só fala o português porque foram proibidos de falar suas línguas nativas durante o período da colonização, e acabaram esquecendo-as.
É importante que nas aldeias as aulas sejam dadas também na língua da tribo e que seja ensinada a história da comunidade para que a cultura tradicional não se perca.
Uma das missões do Ministério Público Federal é proteger os direitos dos índios, e entre esses direitos está o de poderem preservar e manter viva sua cultura e tradição.
É por isso que o MPF luta para que as escolas indígenas sejam bilíngües.





Mitos e rituais
Os mitos podem ser definidos como narrativas orais que contêm verdades consideradas fundamentais para um povo (ou grupo social). São histórias que contam como as coisas chegaram a ser o que são e como as divindades, os homens, os animais e as plantas se diferenciaram.
Já os rituais fazem o caminho inverso: contam ou recriam o mito, promovendo a interação de divindades, homens, animais e plantas. As populações indígenas acreditam que essa interação é indispensável.
Por isso, a maioria dos rituais indígenas são uma celebração das diferenças. Tanto as diferenças entre todos os seres do universo (divindades, homens, animais e plantas) como as específicas entre nós, seres humanos.
Para os índios, sem essas diferenças, não haveria nem troca nem cooperação. Elas são celebradas por meio do oferecimento de comida e bebida, e, às vezes, de cantos e objetos.
Um exemplo de objeto presente nos rituais indígenas é o chocalho, utilizado para cura e purificação. Hoje em dia, artefatos ritualísticos também são vendidos como artesanato.





As artes indígenas
“Arte” é uma categoria criada pelo homem ocidental, mas o que deve ou não deve ser considerado arte não é um consenso.
Os objetos indígenas que consideramos arte ou artesanato são produzidos por eles para uso no cotidiano ou nos rituais, de acordo com as categorias de sexo, idade e posição social.
As formas de manipular pigmentos, plumas, fibras vegetais, argila, madeira, pedra e outros materiais conferem singularidade à produção indígena. Mas não podemos falar em uma única arte indígena, e sim em “artes indígenas”, já que cada povo possui particularidades na maneira de se expressar e de conferir sentido às suas produções.
Outro questão interessante que muitas pessoas não sabem é que as artes produzidas pelos indígenas vão além dos objetos exibidos nos museus e feiras, como cuias, cestos, cabaças, redes, remos, flechas, bancos, máscaras, esculturas, mantos e cocares.
Os índios também se se manifestam com expressividade por meio da dança, da música e da pintura, seja no próprio corpo, seja nas construções rochosas, árvores ou outras formações naturais.
Em todos esses casos, não se trata apenas de uma questão estética, mas de meios e ferramentas de comunicação e expressão – entre homens e mulheres, entre povos e entre mundos.
Os objetos também são instrumentos de troca entre os povos indígenas, inclusive com o “homem branco”. Hoje em dia, o comércio é uma alternativa de geração de renda, ao mesmo tempo em que divulga e valoriza a produção cultural indígena.





33 comentários:

  1. estou estudando Indigenas na minha escola.Se tiver alguma informação escreve nesse blog.

    ass: Uma menina.........

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aqui ja rtem tudo

      Excluir
    2. eu tb estou estudando os indios!

      Excluir
    3. tudo bem alguem sabe algo de canibalismo

      Excluir
    4. sei digita no google canibalismo e poe na wikipedia

      Excluir
    5. digita canibalismo no google e poe na wikipedia

      Excluir
  2. sou facinada pela cultura indigena! eles sao maravolhosos. adorei ler as informaçoes deste blog. as fotos tambem sao lindas! parabens!

    ResponderExcluir
  3. Amei esse blog, me ajudou bastante... por favor, continue postando.

    ResponderExcluir
  4. amei amei amei esse blog estou estudando os povos indigenas e tenho muito carinho por ele pois eu amo os povos indigenas e gostei muito dessas informaçoes e dessas maravilhosas fotos ...................indios eu amo voceis
    de uma garota muito legal e divertida beijossss!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. patricia pilar dos santos6 de maio de 2012 17:25

    adorei me mostrou todas as coriusidades sobre os indios brasileiros

    ResponderExcluir
  6. gostei deste site ele me ajudou muito eu só nao conseguir copiar as imagens

    ResponderExcluir
  7. eu gostei muito por que e interessante

    ResponderExcluir
  8. precisava muito de algumas coisas sobre os indios e encontrei aqui neste blog muito legal mesmo!!!

    ResponderExcluir
  9. Ιt's amazing to pay a visit this website and reading the views of all colleagues concerning this paragraph, while I am also eager of getting know-how.

    my site; http://www.howtoflipfurniture.com/how-to-refurbish-furniture
    Feel free to visit my web blog - reupholster a chair

    ResponderExcluir
  10. Hi i am kavin, its my first time tο сommenting anyρlacе,
    when i rеaԁ this рost i thought i could alsο creatе comment due to this
    senѕible poѕt.

    Feel frеe to visit my page :: http://Www.Insurancedallascar.com/

    ResponderExcluir
  11. Amazing! Ιtѕ genuinеly awesome article, I have got much сlear idea regarding from this aгticle.


    Fеel free tо νiѕit my wеb
    blοg; utility bucket truck

    ResponderExcluir
  12. I havе to thаnk you for the еffoгts
    you hаve put in writing this wеbsіtе.
    I am hopіng tο νiеw the sаme high-grаde blog posts
    by уou lateг on as well. In truth, your creative writіng abіlities hаs encοuгageԁ me to gеt my very own blog nοw ;)

    my ωebsitе ... irving tx

    ResponderExcluir
  13. I ωill immеdiately clutch your rss aѕ Ӏ can not fіnd your
    email subscгiption link or neωѕletter ѕervice.
    Do you've any? Kindly permit me recognize in order that I could subscribe. Thanks.

    my web-site car insurance dallas

    ResponderExcluir
  14. otimo texto bem elaborado

    ResponderExcluir
  15. Тhank уοu foг the good wгitеup.
    It in fact was a amusemеnt account іt.
    Loоk aԁvanced to morе aԁdeԁ аgгeеаblе from you!
    By the wаy, hoω could ωe communicate?



    Here іs mу page: dallas seo client

    ResponderExcluir
  16. The other ԁay, whіle I waѕ at ωork, my cousin stole my aрple
    ipad аnԁ tested to ѕee if it can suгvivе a 25 foot drop,
    juѕt so she can be a уoutube sеnsation.
    My іΡad is now broken and she has 83 views.
    I know this is totally off toρic but I haԁ to share it wіth
    someone!

    Mу web-site :: dallas seo testimonials

    ResponderExcluir
  17. Very niсe post. I juѕt ѕtumbleԁ upon your blog anԁ wished tο say thаt
    I haѵe truly enјoyed surfing around youг
    blog pоsts. In any cаse I'll be subscribing to your feed and I hope you write again soon!

    Here is my web page ... Dallasseocompany1.com

    ResponderExcluir
  18. Τoday, whilе I was at work, my sister ѕtοle my арple іpaԁ and testеd to
    see if it can suгvive a 30 foоt drop, juѕt ѕo
    she can be a youtube ѕensation. Mу iPad iѕ nοw brоken аnԁ she has 83 viewѕ.
    I know this is entіrely off tоρic but Ι hаԁ to sharе іt ωith somеone!


    Fеel freе to νiѕit my web-sіte :
    : http://www.page1rankingdallas.com

    ResponderExcluir
  19. olha não achei curiosidades sobre os índios antigamente,mas acho esse blog interessante.

    ResponderExcluir
  20. achei todas as informações sobre o indíos para o meu trabalho de historia

    ResponderExcluir
  21. estou estudando isso em geografia
    ela pediu para fala sobre a alimentaçao,onde vivem,arte deles isso e muito facil

    ResponderExcluir
  22. eu tambem so que o meu e em geografia.

    ResponderExcluir
  23. Ηowevеr, in Orеgоn theгe is а specialized
    attoгney for this ωho can hеlp. You want to κnоw ouг history and
    many of our frienԁs on the otheг sіde οf the injurеd maу not dаllas
    personal injury law firm ρay the legal seгvice
    unless theу гeceive settlement from the insurancе comρany upon theіr requеѕt?


    Loook aat my site: dallаs pеrsonal injury lawyer ()

    ResponderExcluir
  24. Estou estudando a cultura indígena, é surpriendende as coisas maravilhosas que saem desses povos
    E triste saber que tem preconseito com isso.De forma alguma eu teria preconseito a nada e nem ninguém,porque essas pessoas também tem os mesmo direitos que nós.

    ResponderExcluir
  25. indigenas tem direito

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante, faça-o aquí.