"REPARTIR COM OS DEMAIS POVOS O QUE TEMOS RECEBIDO COM FARTURA É O QUE DEUS ESPERA DE CADA UM, ESPECIALMENTE SE CONSIDERARMOS QUE ELE NOS ABENÇOA PARA QUE OUTROS TAMBÉM SEJAM ABENÇOADOS POR MEIO DAS BÊNÇÃOS QUE TEMOS ALCANÇADOS."

domingo, 24 de outubro de 2010

POVOS NÃO ALCANÇADOS PELO EVANGELHO
TRIBOS: MURSI E SURMA
ORIGEM: ETIOPIA

Duas tribos africanas que têm um gosto em comum: a pintura corporal e o uso de adereços extravagantes encontrados na natureza.

No vale do Omo encontramos os representantes das tribos Mursi e Surma.







Para os Surmaris e Mursis, uma folha, um fruto, raízes e plantas são facilmente transformados em adereços naturais e, depois, enaltecidos pela pintura corporal.

Os pigmentos usados nas pinturas também são encontrados na natureza, como pedras em pó, barro, frutos vermelhos e plantas.







Os padrões estéticos são diferentes para diversos povos e épocas, muitas vezes o que consideramos algo bizarro e feio, para alguns povos é algo com significado especial e busca pela beleza.

Na África diversos tribos possuem algumas práticas e costumes bizarros.A Tribo Mursi na Etiópia costuma cortar o lábio inferior para introduzir um prato até que o lábio chegue a uma extensão máxima, costuma por também, no lóbulo da orelha.







Ao passar dos anos, vão mudando o tamanho da placa para uma maior até que a deformação atinja um tamanho exagerado.Apesar de considerarmos uma prática bizarra, para eles é símbolo de beleza.

As mulheres da tribo Ndebele em Lesedi na África usam pesadas argolas de metal no pescoço, pernas e braços, depois que casam.Dizem que é para não fugirem de seus maridos e nem olharem para o lado.







Esse hábito também pertence as mulheres da tribo Padaung, de Burma no sudoeste da Ásia, conhecidas como “mulheres girafas”.

Segundo a tradição da tribo, o pescoço das mulheres é alongado utilizando anéis metálicos e pode alcançar até 30 centímetros.Esses anéis são substituídos até atingirem a fase adulta.






Para o povo Padaung o pesçoço é o centro da alma, é a identidade da tribo, por isso protegem muito bem com os anéis de metal, que também são colocados nos pulsos e tornozelos.

Esses aros um dia já foram feitos usando ouro, hoje são de latão e cobre, chegando a pesar até 12 quilos com 8.5 milímetros de diâmetro que começam a serem colocados aos 5 anos.Ao contrário do que alguns imaginam, essas mulheres não morrem se os anéis forem retirados (elas fazem isso para se lavar), pois não é o pescoço que cresce e sim a clavícula que desce.Após dez anos de uso contínuo, elas sentem como se as argolas fizessem parte de seu corpo.






Em algumas tribos africanas, as escarificações (scarification), marcas feitas com cortes na pele, registram fases importantes na vida de uma mulher.Os cortes são feitos na pele e quando cicatrizam parecem uma renda.Como elas não usam roupas, as cicatrizes tem função estética e servem para deixá-las mais bonitas.

Em algumas regiões da Nigéria, as marcas começam a serem feitas cedo apartir dos 5 anos de idade, em partes específicas do corpo, obedecendo uma sequência.As jovens só são consideradas adultas e aptas para o casamento quando toda a sequência de desenhos estiverem completas.





9 comentários:

  1. Me muito hirrado esses loko gamei muito bjos Caah

    ResponderExcluir
  2. eu achei um pouco meio sei lá feia essa cultura + neh é a cultura deles pô todos temos nossos direitos

    ResponderExcluir
  3. muito bonita as fotos as pessoas precisam parar de medir cultura pela a nossa que totalmente deturpada e sofreu grande interferência européia.Não respeitamos nem a nossa cultura o que dirá a de outros povos.
    Somente o respeito basta.

    ResponderExcluir
  4. As fotos são belíssimas,essas tribos representam uma cultura forte e acima de tudo original. E ainda dizem que eles são desprovidos de educação e bom senso, talvez este comentáro sirva para nós que apesar de sermos letrados não conseguimos compreender tamanha diversidadecultural.

    ResponderExcluir
  5. meu DEUS esse povo precisa conhecer JESUS!!temos que orar para que DEUS tenha misericórdia deles e venha alcansar a cada um.

    ResponderExcluir
  6. senhor peço a ti ó Deus que enviem nos para que a evangelizaçao seja feita a essas pessoas que o senhor tenha missericordia de todos eles.amém

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vc e um babaca em falar desse jeito deles so pq eles n seguem tua religiao eles sao do capeta vcs sao uns ignorantes isso e liberdade de expressao conhece?????

      Excluir
  7. Primeiramente vocês utilizaram o assunto errado -_-", essa tripo não usa argolas, e nem cores extravagante,as unicas tribos são as famosas Ndebele e Padaung. Pesquisem melhor os assuntos, e se o mundo é de tolerância 0 de preconceito entre o branco e o negro,
    é pelo menos o que o Brasil quer, então por que ficar se importando com a religião da mesma forma forma como se fosse diferenças. Lá é uma crença aqui é outra, e cada segue a sua, pela qual acredita.

    ResponderExcluir
  8. Primeiramente vocês utilizaram o assunto errado -_-", essa tripo não usa argolas, e nem cores extravagante,as unicas tribos são as famosas Ndebele e Padaung. Pesquisem melhor os assuntos, e se o mundo é de tolerância 0 de preconceito entre o branco e o negro,
    é pelo menos o que o Brasil quer, então por que ficar se importando com a religião da mesma forma forma como se fosse diferenças. Lá é uma crença aqui é outra, e cada segue a sua, pela qual acredita. A meus deus, Sei que não irá arovar, mais pense poxa!! Reflita sobre o que eu disse, e os que os teologos iram dizer.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante, faça-o aquí.