"REPARTIR COM OS DEMAIS POVOS O QUE TEMOS RECEBIDO COM FARTURA É O QUE DEUS ESPERA DE CADA UM, ESPECIALMENTE SE CONSIDERARMOS QUE ELE NOS ABENÇOA PARA QUE OUTROS TAMBÉM SEJAM ABENÇOADOS POR MEIO DAS BÊNÇÃOS QUE TEMOS ALCANÇADOS."

domingo, 5 de dezembro de 2010

CIDADE DO CABO - GUGULETHO


A Cidade do Cabo (inglês: Cape Town; africâner: Kaapstad; xhosa: iKapa) é a segunda maior cidade da África do Sul, fazendo parte do Município metropolitano da Cidade do Cabo. É a capital da província do Cabo Ocidental, bem como a capital legislativa da África do Sul, onde o Parlamento Nacional e muitos escritórios do governo estão localizados. A Cidade do Cabo é famosa pelo seu porto natural, incluindo os marcos bem conhecidos, como a Montanha da Mesa e Baía da Mesa, sendo um dos mais populares destinos turísticos do Sul Africano.

Localizada na costa da Baía da Mesa, a Cidade do Cabo foi originalmente desenvolvida pela Companhia Holandesa das Índias Orientais como uma estação de abastecimento de navios holandeses que navegam para a África Oriental, Índia e o Extremo Oriente. Jan van Riebeeck chegou a região em 6 de Abril de 1652 e estabeleceu o primeiro assentamento europeu permanente na África do Sul. A Cidade do Cabo desenvolveu-se rapidamente, tornando-se o pólo econômico e cultural da Colónia do Cabo. Até a Febre do ouro de Witwatersrand, que resultou no desenvolvimento de Joanesburgo, a Cidade do Cabo era a maior cidade da África do Sul.

A cidade é um importante pólo comercial e industrial, tendo um dos principais portos do país. Sua economia é baseada nos setores de refinação de petróleo, automóveis, alimentar, químico, têxtil e construção naval. Em 2007 a cidade tinha uma população de 3,5 milhões de habitantes.[1] A área da Cidade do Cabo estende-se por 2.455 quilômetros quadrados, sendo maior do que outras cidades do Sul Africano, resultando em uma menor densidade populacional de 1.425 habitantes/km².





O centro da cidade está localizado no extremo Norte da Península do Cabo. A montanha da Mesa (Table Mountain, em inglês) forma uma enorme parede que protege a cidade dos ventos vindos do ocidente. O cume da montanha fica a mais de 1 000 metros de altitude; esta desenvolve-se em encostas quase verticais sobre a cidade. Os picos mais conhecidos da formação geológica são o Devil's Peak e Lion's Head. A península consiste nessa montanha, que cobre toda a zona leste, ligando o oceano Atlântico ao Cape Point. A grande maioria dos subúrbios da cidade estão situados nos planos do Cabo (Cape Flats, em inglês), sendo o istmo da península.

Clima
O clima da Cidade do Cabo é mediterrânico de Verões amenos (Csb), com as estações do ano bem definidas. O Inverno começa no mês de Junho e acaba em Setembro. Estes meses são frescos e húmidos, sendo que a temperatura média do mês mais frio durante esta época do ano é de 12,5 °C. O Verão começa em Dezembro e acaba em Março. Esta época do ano é amena e seca sendo a temperatura média do mês mais quente 21,5 °C.






A Cidade do Cabo é a segunda maior cidade da África do Sul, fazendo parte do Município metropolitano da Cidade do Cabo. É a capital da província do Cabo Ocidental, bem como a capital legislativa da África do Sul, onde o Parlamento Nacional e muitos escritórios do governo estão localizados. A Cidade do Cabo é famosa pelo seu porto natural, incluindo os marcos bem conhecidos, como a Montanha da Mesa e Baía da Mesa, sendo um dos mais populares destinos turísticos do Sul Africano.











Localizada na costa da Baía da Mesa, a Cidade do Cabo foi originalmente desenvolvida pela Companhia Holandesa das Índias Orientais como uma estação de abastecimento de navios holandeses que navegam para a África Oriental, Índia e o Extremo Oriente. Jan van Riebeeck chegou a região em 6 de Abril de 1652 e estabeleceu o primeiro assentamento europeu permanente na África do Sul. A Cidade do Cabo desenvolveu-se rapidamente, tornando-se o pólo econômico e cultural da Colónia do Cabo. Até a Febre do ouro de Witwatersrand, que resultou no desenvolvimento de Joanesburgo, a Cidade do Cabo era a maior cidade da África do Sul.











A cidade é um importante pólo comercial e industrial, tendo um dos principais portos do país. Sua economia é baseada nos setores de refinação de petróleo, automóveis, alimentar, químico, têxtil e construção naval. Em 2007 a cidade tinha uma população de 3,5 milhões de habitantes. A área da Cidade do Cabo estende-se por 2.455 quilômetros quadrados, sendo maior do que outras cidades do Sul Africano, resultando em uma menor densidade populacional de 1.425 habitantes/km2.












DESAFIOS DE ORAÇÃO
1. A atual necessidade de cura e reconciliação. A herança do desprezo, falta de confiança, medo, injustiça, violência, intimidação e uma profunda dor deixaram marcas na alma da nação. Ore por um saudável equilibrio lentre as ações não racistas e ações positivas, favorecendo aqueles que antes estavam em desvantagem na educação, economia, emprego e liderança.
2 A necessidade de melhoria econômica. Há extremos de riqueza e pobreza com os frequentes prejuizos da corrupção e crimes. As possíveis melhorias são necessarias para iniciar uma futura melhora. Ore para que os recursos disponiveis possam ser melhor utilizados para o bem de todos.
3. A AIDS se tornou a principal causa de morte. Diariamente 1.200 vitimas são enterradas. Em 2000, havia 420.000 orgãos devido a AIDS. Mais de 20% da população adulta e um terço de todos os professores estão infectados. A economia está sendo cada vez mais sendo afetada por causa da perda de pessoas qualificadas e pelo tempo em que ficam afastadas do trabalho. A expectativa de vida da população caiu rapidamente, e os serviços médicos não conseguem "dar conta". Ore para que esta terrível epidemia possa ser controlada, e que os cristãos possam ser usados por Deus no cuidado ldas vitimas, bem como na melhora dos padrões morais e familiares, para impedir que a AIDS se alastre. Há dezenas de agências cristãs e ONGs, e também muitas igrejas ativas neste campo.






DESAFIOS MINISTERIAIS PARA A IGREJA DA AFRICA DO SUL
As vitímas da AIDS. Esta terrível epiemia está destruindo silenciosamente os seguimentos da sociedade. Somente os cristãos têm uma significativa mensagem de esperança eterna e de um alicerce moral para prevenir o alastramento da AIDS. Ore pelos cristãos envolvidos no cuidado das vitimas. pelos órgãos e por aqueles que perderam os seus queridos, e pelos lque estão desafiando os jovens a mudarem o seu estilo de vida.
A POPULAÇÃO URBANA. A quebra da legislação apartheid pôs fim a décadas de pobreza rural imposta aos africanos. Milhões se mudaram para as cidades, e mais de um quinto dos africanos lvivem em moradias "informais" ou em grandes campos ilegalmente ocupados e favelas; apesar do governo lter feito muito para melhorar a situação da moradia. As igrejas enfrentam o desafio de encontrar lugares para construção de congregações urbanas. Muitos africanos vivem em imensos suburbios que se tornaram conhecidos no mundo todo: SOWETO, ALEXANDRA (jOHANNESBURGO), kWA mASHU (dUBAN), gUGULETHU (cIDADE DO cABO), sHARPEVILLE, ETC.










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, faça-o aquí.