"REPARTIR COM OS DEMAIS POVOS O QUE TEMOS RECEBIDO COM FARTURA É O QUE DEUS ESPERA DE CADA UM, ESPECIALMENTE SE CONSIDERARMOS QUE ELE NOS ABENÇOA PARA QUE OUTROS TAMBÉM SEJAM ABENÇOADOS POR MEIO DAS BÊNÇÃOS QUE TEMOS ALCANÇADOS."

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

MESQUITAS ISLÂMICAS E OUTROS

Uma mesquita (em árabe:مسجد) é um local de culto para os seguidores do islã. Os muçulmanos frequentemente referem-se à mesquita utilizando o seu nome em árabe, masjid (plural: masajid). A palavra masjid significa templo ou local de culto e deriva da raiz árabe sajada (raiz s-j-d, "prostrar-se", em alusão às prostrações realizadas durante as orações islâmicas). A palavra mesquita é usada para se referir a todos os tipos de edifícios dedicados ao culto muçulmano, embora em árabe seja feita uma distinção entre a mesquitas de dimensões menores e as mesquita de maior dimensão, que possuem estruturas sociais. Estas últimas são denominadas como "masjid jami".

O objectivo principal da mesquita é servir como local onde os muçulmanos possam se encontrar para rezar. No entanto, as mesquitas são também conhecidas pela seu papel comunitário e por serem as formas mais expressivas da arquitectura islâmica. Elas evoluíram significativamente desde os espaços ao ar livre que eram a Mesquita Quba e o Masjid al-Nabawi do século VII d.C.. Hoje em dia, a maioria das mesquitas possuem cúpulas, minaretes e salas de oração que podem assumir formas elaboradas. Surgidas na Península Arábica, as mesquitas podem ser encontradas em todos os continentes em que existem comunidades muçulmanas. Não são apenas locais para o culto e a oração, mas também locais onde se pode aprender sobre o islão e conviver com outros crentes.













Etimologia
Na tradição islâmica, existem dois termos para indicar a mesquita: masjid, que em espanhol foi traduzido como mezquita e entrou em todas as línguas europeias, e giâmi’, que é a denominação mais difundida no mundo islâmico. O primeiro nome deriva da raiz sjd cujo significado é prostrar-se e o segundo da raiz gm que significa reunir-se.

História
No Ocidente é frequente pensar-se nas mesquitas como um templo semelhante às igrejas cristãs, um edifício dedicado apenas ao culto de Deus. Na realidade a mesquita é a construção mais complexa do mundo islâmico.

Grandes pátios e torres altas (minaretes) são elementos frequentemente associados com as mesquitas. No entanto, as primeiras mesquitas, que surgiram na Península Arábica eram estruturas muito simples. As mesquitas evoluíram bastante nos séculos que se seguiram, adquirindo as estruturas que lhes são hoje familiares ao mesmo tempo que se adaptaram às várias culturas do mundo.

As primeiras mesquitas
Segundo as crenças islâmicas, a primeira mesquita do mundo é a área em torno da Kaaba em Meca, actualmente na Arábia Saudita. Esta área é hoje conhecida como Masjid al-Haram ou Mesquita Sagrada. Desde 638 o Masjid al-Haram tem sido expandido várias vezes para poder acomodar o número crescente de muçulmanos que vivem na área ou que realizam a peregrinação anual a Meca (Hajj). Para outros, a primeira mesquita foi a Mesquita de Quba em Medina, dado que esta foi a primeira mesquita construída pelo profeta Muhammad. A primeira coisa que Muhammad fez quando se aproximou de Medina foi construir a Mesquita Quba, na qual os muçulmanos acreditam que permaneceu durante três dias antes de entrar na cidade.

Masjid al-Nabawi em MedinaAlguns dias depois de ter começado o trabalho na mesquita Quba, Muhammad estabeleceu outra mesquita em Medina, conhecida hoje em dia como Masjid al-Nabawi, ou a Mesquita do Profeta. A localização da mesquita foi declarada após a realização no local da primeira oração de Muhammad à sexta-feira. Nesta mesquita seriam desenvolvidas algumas das práticas habituais nas mesquitas atuais, como o adhan, ou seja, a chamada à oração. O Masjid al-Nabawi foi construído com um grande pátio, elemento presente nas mesquitas construídas desde então. Num dos lados do pátio colocava-se Muhammad para pregar. Mais tarde, o profeta do islão adoptou um púlpito com três degraus de modo a servir como plataforma de onde pudesse realizar os seus sermões. Este púlpito é hoje conhecido como mimbar e é comum nas mesquitas actuais.

Hoje em dia, o Masjid al-Haram em Meca, o Masjid al-Nabawi em Medina e a Mesquita de Al Aqsa em Jerusalém são considerados como três locais sagrados do islão.

































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, faça-o aquí.