"REPARTIR COM OS DEMAIS POVOS O QUE TEMOS RECEBIDO COM FARTURA É O QUE DEUS ESPERA DE CADA UM, ESPECIALMENTE SE CONSIDERARMOS QUE ELE NOS ABENÇOA PARA QUE OUTROS TAMBÉM SEJAM ABENÇOADOS POR MEIO DAS BÊNÇÃOS QUE TEMOS ALCANÇADOS."

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

CONHEÇA AS DIFERENÇAS CULTURAIS E MINIMIZE O CHOQUE CULTURAL

As ruas da Índia não são apenas uma via que leva a algum lugar. O problema de moradia é tamanho que esse espaço público comporta algumas atividades para nós, ocidentais, estritamente privadas. Limpar os ouvidos, arrancar dentes, comer, urinar, dormir, defecar, banhar-se e fazer a barba, por exemplo, são coisas que, na Índia, acontecem, literalmente, no olho da rua. Em certas cidades lá pelas 19:00 horas, vê-se entre trinta a quarenta estruturas de madeira com cordas trançadas serem dispostas sobre a calçada. È um hotel. Por 10 rúpias, a moeda loca, os proprietários alugam o catre, colchão e coberta. De manhã, quando o movimento começar, as camas serão recolhidas e os dorminhocos, obrigados a circular. Parece estranho, mas tem ao menos uma vantagem: o preço, equivalente 29 centavos de dólar.





Más há quem circule impávido no caos, e aqui chegamos à última regra: as vacas têm prioridade. Atropelar uma vaca na Índia é quase igual a assassinar um ser humano. Na maioria do Estados é crime punido com prisão. Consideradas sagradas, as vacas são apenas enxotadas gentilmente quando resolvem atracar a passagem. Acomodadas placidamente em meio a bagunça, elas comem os restos de tudo o que é jogado no chão.
Cascas, caixas, papeis, tudo vai parar nas ruas. As vacas e camelos os comem e, uma vez satisfeitos, defecam no mesmo lugar. Seu estrume é então recolhido para secar ao sol em pequenas tortas, que servem de combustível para acender o fogo e cozinhar. Na Índia, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma num ciclo contínuo, eterno.








Amizade, não é homossexualismo!: Já nos acostumamos, mas é bastante estranho para a nossa cultura latina/ machista ver homens andando de mãos dadas, ou abraçados, ou mesmo fazendo algum carinho no rosto do outro. Estes gestos são apenas demonstração de amizade entre os homens na India. Não é homossexualismo! Em algumas circunstancias, chega a ser bizarro! Homens mais velhos então! É muito bizarro! Fico imaginando o meu pai andando de mãos dadas por ai com outro cara! É tudo uma questão de cultura!













Na Índia devido a grande população, quase 1 bilhão de pessoas, existe muita miséria e muitas vivem de improviso como os limpadores de ouvido, na verdade são como os engraxates, mas como lá sapato fechado é luxo, existem os limpadores de ouvido, que ficam na praça limpando os ouvidos das pessoas que passam por apenas 5 rúpias que equivalem a aproximadamente 25 centavos.















Um comentário:

  1. Quero andar de mãos dadas nas ruas da India...

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante, faça-o aquí.