"REPARTIR COM OS DEMAIS POVOS O QUE TEMOS RECEBIDO COM FARTURA É O QUE DEUS ESPERA DE CADA UM, ESPECIALMENTE SE CONSIDERARMOS QUE ELE NOS ABENÇOA PARA QUE OUTROS TAMBÉM SEJAM ABENÇOADOS POR MEIO DAS BÊNÇÃOS QUE TEMOS ALCANÇADOS."

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

TRIBOS EXÓTICAS AFRICANAS

O povo Himba são uma tribo africana que prática culto aos ancestrais. Muitas tribos práticam animismo africano e outros. Alguns antropólogos consideram um monoteísmo evoluído. Eles chamam seu deus de Mukuru e usam um fogo ancestral para se comunicar com os espíritos de seus antepassados. De acordo com a religião do povo Himba, Mukuru criou o homem, a mulher e o gado da mesma árvore. Ao contrário da maioria das outras religiões monoteístas, Mukuru não tem poder ilimitado e os antepassados também podem influenciar fortemente no mundo e nos eventos. Uma das funções do líder masculino da família é manter o fogo ancestral, onde reza afasta os progenitores e pede as bênçãos para sua família. Considerando Mukuru controla a maioria dos elementos do mundo físico, como a terra, a água e o clima, os antepassados de controle local mais preocupações, como a doença ou a condição de seu gado. Por exemplo, se alguém fica doente, o povo Himba acredita que os espíritos dos antepassados foram de alguma forma ofendido com as ações da família.




A tribo Hamer (às vezes chamado de pessoas Hammer ou tribo Hamar) vivem no distrito de Bena Hamer Woreda do rio Omo Valley da Etiópia sudoeste. O Hamer são pastores, cuidam do gado, em torno do qual a sociedade tem suas bases de existência estabelecidas. Além disso, as pessoas Hamer são famoaos por suas " cerimônia de saltos do touro", no qual os jovens são obrigados a saltar sobre uma linha de touros, a fim de serem aceitos como membros adultos da sociedade Hamer. Oficialmente, a tribo Hamer é muçulmana. No entanto, na prática, são animistas, acreditando que as plantas, animais e objetos inanimados ainda têm espíritos que podem poderes sobrenaturais sobre os seres humanos. Muitas das tribos africano praticam o tradicional animismo mais parecida com a da tribo Hamer. A população da tribo Hamar é de aproximadamente 43.000 pessoas. No entanto, esta é uma percentagem relativamente pequena do total da população da Etiópia que os números mais de 54 milhões de pessoas. Conseqüentemente, o poder político da tribo Hamer é extremamente limitado e muito poucos Hameres podem ler e escrever. Na verdade, apenas uma mão-cheia de tribo Hamer já concluiu o ensino secundário. A língua do povo Hamer é Hamer-Banna, que é na língua asiática da família afro. Hamer-Banna é uma linguagem Omotic e é falado principalmente no rio Omo Valley da Etiópia pela tribo Hamer. A linguagem-Banna Hamer também foi chamado Amer, Amar, Ammar, Amarcocche, Bana, Banna, Hamer, Hammer, e Hammercoche. Como mencionado, um dos rituais da tribo Hamar importante é a cerimônia do salto de touros. Durante esse rito de passagem, os homens Hamer saltam sobre o touro completamente nús. No entanto, o risco é mínimo porque os touros são alinhados e mantido no lugar por outros homens. Depois de completar a cerimônia, ele se torna um membro da "Maza", ou homens mais velhos da sociedade Hamer. Uma parte interessante da cerimônia é o açoitamento de parentes do sexo feminino do indivíduo submetido ao teste de salto-bull. As mulheres são espancadas Hamer em suas costas nuas, resultando em feridas abertas e cicatrizes mais tarde. Esta tradição da tribo africano tende a reforçar os laços familiares como a irmã ou parente do homem que participou do homem touro pulando a cerimônia serão atendidas em tempos de necessidade por esse indivíduo. Portanto, as mulheres são participantes dispostas e são até mesmo ansiosas para participar da cerimônia. A cerimônia de pular o touro inclui também vários dias para beber cerveja de sorgo e de festa em que as danças tradicionais de saltos são realizadas.






Tribo do Pescoço Longo
Embora as mulheres da tribo Ndebele da África do Sul antes usava anéis de cobre e bronze ("iindzila") ao redor de seus pescoços, hoje eles não costumam fazê-lo. No entanto, muitas tribos africanas continuam usar vários tipos de anéis e colares ao redor de seus pescoços que podem dar a aparência de esticar o pescoço. Em muitas culturas africanas, a quantidade de contas de gastos é uma medida de riqueza e status social. Além disso, usam ornamentos no pescoço e contas para dar uma força ritual forte, além de reforçar as mulheres estética e beleza. Atualmente, o Kayan Karen) tribo (da Birmânia e Tailândia utilizar uma série de anéis para dar a aparência do colo do alongamento. O aparecimento de alongamento do pescoço é mais uma ilusão, como os anéis no pescoço ato de deslocar a clavícula e costelas. Apesar de várias tribos tradicionalmente usarem no pescoço que se estende por razões culturais, muitas pessoas atualmente usam anéis de pescoço para o turista ver do que como um ritual nativo. Curiosamente, o explorador Marco Polo foi o primeiro ocidental a observar no pescoço que se estende durante sua viagem do século 14 para o Oriente. O alongamento africano do pescoço é apenas uma forma de esculpir o corpo. Outro exemplo é a formação do crânio, em que a forma da cabeça é alongada e fez mais cônico ou, alternativamente, achatadas e alargadas. deformação craniana era amplamente praticado em várias tribos norte-americano, incluindo os índios Pueblo e os incas. Ao contrário de modelagem, Africano pescoço craniana alongamento é reversível e uma vez que os anéis do pescoço são removidos, o pescoço e o corpo retorna à sua forma natural.







Daasanach Tribo
A tribo Dassanech é uma das tribos mais antigas da África. Estes pastores vivem em três países do Leste Africano, no Quênia, Sudão e Etiópia. São cerca de trinta mil e no centro de sua população está perto do lago Turkana, no Omo Debub zona do Vale Inferior do Omo da Etiópia. A tribo Turkana vizinho chama o povo Daasanach o "Merille" tribo. Recentemente, muitos Daasanach foram convertidos em agricultores. Isto é principalmente resultado de suas perdas e acessos a seus territórios tradicionais no Quênia e do Sudão Infelizmente, o seu novo modo de vida como agricultores os forçou a viver perto de fontes de água permanente às margens do rio Omo, onde doenças como a doença do sono transmitida pela mosca tsé-tsé mosca tem vindo a tomar seu pedágio sobre esta e outras tribos nativas da África. A tribo Daasanach fala uma língua Cushitic-asiática na família lingüística afro ao contrário de muitos de seus vizinhos, como o Surma (Suri), Mursi Nyangatom e tribos que falam línguas da família nilo-saariana. "Shangilla" é um termo pejorativo que alguns dos Africano tribos vizinhas para uso da tribo Daasanach. Semelhante a muitas tribos da África, Daasanach tem vários clãs que são herdados pela descendência patrilinear. Além disso, a sociedade reconhece diferentes classes de idade que determina a posição uns em muitas das tribos tradicionais da África.







Arbore Tribo
A tribo Arbore é muito pequena, com cerca de quatro mil pessoas falantes da língua Arbore. O Arbore vivem na região do rio Omo, na Etiópia, perto do Lago Stefanie e falam uma língua Cushitic-asiática da família lingüística afro. Apesar de não apresentar em algumas tribos. Nas fotografias africanas dos, Arbore as mulheres geralmente usam um pano preto grande para cobrir suas cabeças. Semelhante a muitas antigas tribos africanas, e realizam muitas danças rituais enquanto cantam. Vivendo em um ambiente muito duro físicamente, os Arbore acreditam que a dança e o canto vai eliminar as energias negativas. Ao eliminar as energias negativas, esta tribo africana tradicional acredita que eles podem produzir a energia positiva que vai trazer a este povo indígena boa sorte. Sendo uma cultura pastoril, o Arbore medem sua riqueza pelo número de gado que possuem.





Povos Indígenas da Etiópia
Há uma grande diversidade de povos indígenas da Etiópia. Por exemplo, não são semitas (tribo Amhara), Cushitic (Afar, Arbore, Oromo, Somália, e tribos Nyangatom), Omotic (Hamer tribo) e Nilo (Mursi e tribos Surma) pessoas. O poder político na Etiópia está com a tribo de Amhara, que também dominam a cultura etíope. Uma característica da cultura da Etiópia é o imenso respeito dado a pessoas mais velhas. Na cultura tradicional da Etiópia, é comum alguém desistir de seu banco ou até mesmo sua cama com um ancião. Muitas mulheres etíopes cobrem a cabeça com um tradicional “shash” que é um tipo de cobertura para a cabeça que muitas vezes é feita de um pano branco. A culinária Etíope é normalmente comida com as mãos "pegando" entradas com "injera" pedaços de pão fermentado. No que diz respeito às religiões, a igreja cristã ortodoxa etíope é a principal instituição religiosa e está relacionada ao judaísmo antigo, com os tabus similares, tais como a interdição do consumo de produtos suínos. O Islã é muito importante também na Etiópia, e muitos dos povos indígenas da Etiópia são muçulmanos. Muitos judeus etíopes que vivem na Etiópia há milênios estão agora vivendo em Israel.






Povos Indígenas da África do Sul
A tribo Zulu é o maior grupo étnico da África do Sul com uma estimativa de dez milhões de pessoas. A tribo Zulu é tão grande é provavelmente atribuível ao Shaka Zulu, o líder zulu do século XIX que uniu o povo Nguni Norte no reino Zulu e usado táticas militares inovadoras para dominar as tribos vizinhas. Os zulus tornou-se uma grande potência militar e foidoso Africanos a única tribo que venceu batalhas contra os ingleses. No entanto, as tribos Zulu sofreram com o “apartheid” e eram discriminados. A língua da tribo Zulu “zulu” é chamado de língua bantu. Os ancestrais do povo Zulu moderno foram os Nguni, um povo de língua Bantu, que são pensados para ter chegado na África do Sul desde o norte cerca de mil anos atrás. As tribos Zulu tem muitas cerimônias e festas durante o qual a tradicional cerveja Zulu é consumida. cerveja tradicional da tribo Zulu é utilizada não só para ocasiões especiais, mas também é um alimento básico com valor nutricional importante.


Meninas Zulu

As roupas das meninas Zulu geralmente são muito diferentes das roupas das mulheres mais velhas que usam um "isicholo", que é uma vestimenta que cobre todo o corpo. As meninas Zulu usam somente contas, que normalmente são muito reveladoras. As esferas diferentes têm significados diferentes e são simbólicos. Algumas pérolas simbolizam o amor, enquanto outros dão avisos. Um jovem pode dar um presente de contas a uma menina Zulu durante o cortejo. Se a menina Zulu aceita o homem como seu marido, ele geralmente paga um dote de onze vacas. Como é comum em muitas tribos sul-africanas Zulu, as meninas e mulheres têm um lugar especial na sociedade tribal e muitas vezes ocupam cargos espirituais, como adivinhos e ervanários. A religião tradicional da tribo Zulu acreditava em espíritos ancestrais e os modernos Zulus cristãos incorporaram costumes tradicionais em uma única forma de cristianismo. A economia Zulu é baseada em pecuária e agricultura e meninas Zulu desempenhar um papel importante em ambos. O costume zulu de diferentes pessoas comendo no mesmo prato é um sinal de amizade e de conformidade com o costume zulu da partilha e da reciprocidade.

67 comentários:

  1. este site é mesmo muito interesante, porque eu ate fico a saber mais sobre as tribos africanas.
    e tambem me ajudou muito a realizar um trabalho para a minha escola na disciplina de geografia do 8 ano adorei porque contem muita informação acho que nem tenho palavras que possam dizer mais alguma coisa. tambem fique a conhecer tribos que desconhecia o seu existimento.aconcelho a todos os alunos virem aqui se querem ter boas notas eu tiro 5 a tudo desda escola primaria e passei sempre anos a frente dizem que sou uma sopredotada mas eu não sei!!<3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É pena que uma aluna que tem tido nota 5 a tudo desde a escola primária nao saiba escrever "existimento.aconcelho , desda , sopredotada " e para além disso não usar os verbos no tempo correcto.
      É por motivos tão simples como este que temos este triste país .

      Aconselho a leitura como passatempo.

      Excluir
    2. *Correto
      Sem falar nas pontuações!

      Excluir
    3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Pensei que fosse existência.... Jesus Cristo, o que o PT fez com esse pobre país, chamado Brasil, quando semi analfabeto presidente, decidiu que todos somos iguais perante a sociedade, e criando essa lei de merda, onde crianças BURRAS tem o direito de ter as mesmas notas dos INTELIGENTES... Para quem não conhece a lei, o ex presidente Lula, pena que as crianças tem até a oitava série pra aprenderem a ESCREVER. Absurdo total!!!!

      Excluir
    4. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Pensei que fosse existência.... Jesus Cristo, o que o PT fez com esse pobre país, chamado Brasil, quando semi analfabeto presidente, decidiu que todos somos iguais perante a sociedade, e criando essa lei de merda, onde crianças BURRAS tem o direito de ter as mesmas notas dos SOPREDOTADOS kkkkkkkkkkk (INTELIGENTES)... Para quem não conhece a lei, o ex presidente Lula, pena que as crianças tem até a oitava série pra aprenderem a ESCREVER. Absurdo total!!!!

      Excluir
    5. Aprenda a pensar para depois escrever, procure ler mais seu bossal e aprender a história do seu país. Para aprender distinguir as coisas...Você ainda é pior que tudo que escreveu, comparações futeis, racismo e ignorância

      Excluir
  2. galera...estou em uma discussão aqui com colegas...certa vez vi uma reportagem sobre uma tribo indigena em que eram nomades..eu naum tenho certeza...mas os mesmos qndo matavam ou achavam algum animal,eles comiam até quase estourarem...pois naum sabiam qndo iriam encontrar comida novamente...outro detalhe q me lembro é que qndo iam dormir...eles se apoiavam "no" cotovelo...que segundo a reportagem era pra evitar q formigas ou outros insetos entrassem em seus ouvidos..bem ,é isso,alguem ouviu algo sobre isso ou sabe o nome dessa tribo ? vlw...edivaldo.vdo@hotmail.com qualquer coisa avisem um abraço.

    ResponderExcluir
  3. gostei muito das tribos

    ResponderExcluir
  4. As fotos são otimas e muito interessante !
    Ajudou bastante no meu trabalho do Colegio

    ResponderExcluir
  5. Eu gostei muito em saber um pouco dessa cultura africana.

    ResponderExcluir
  6. Nossa, fotos emocionantes e digo que tive uma excelente aula hoje, obrigada

    ResponderExcluir
  7. Muito boa reportagem! Deu uma visão diferente da que eu tinha das tribos da África. Eu me apegava ao que eles não eram e não tinham. Agora compreendi que têm muito e são muito ricos em cultura. São felizes tabém.

    ResponderExcluir
  8. è verdade que as mulheres cristãs usam os peitos descobertos, enquanto as prostitutas cobrem os seus?

    ResponderExcluir
  9. Nao tem que discutir, as negras sao lindas, belas e gostosas.... coisa de DEUS.

    ResponderExcluir
  10. miuto obrigado me ajudou muito no meu trabalho do colegio...

    ResponderExcluir
  11. amei me ajudou muito no trabalho do colégio

    ResponderExcluir
  12. muito interessante essa cultura africana , instrutivo de mais obrigado..

    ResponderExcluir
  13. Tem um minuzinho aí q tem cara de sem vergonha!!!!
    adorei o site!!!

    ResponderExcluir
  14. Interessante conhecer a cultura dos nossos ancestrais! A civilização cobriu o corpo feminino e o masculino e aumentou a libido. Foi mais sofisticada. Quanto a religião dos antepassados ser uma versão mais evoluída de monoteísmo, não posso entender desta maneira, já que para essas tibos nem existe outras culturas e sendo assim, a noção de um Deus único não inclui a universalidade humana, apenas o Deus da Família.

    ResponderExcluir
  15. me sinto lijongeado, revendo esta materia tao importante da nossa mae africa, costume religiao, cultura e beleza criaturas fotogenicas, belas fotografias, realmente parabens ao pai desta materia, deixo uma mensagem para meus ancestrais gostaria de estaao lado de voces meus irmaos e minhas irmas voces sao lindas. bjs........

    ResponderExcluir
  16. A uma grande sabedoria do ser humano, é saber observar as outras raça humana,e em especial eu adoro esta raça , e o meu forte, pois são pessoas forte, e em culturas de origem , e nós ensinão os momentos da terra. de rafintorres.

    ResponderExcluir
  17. é dez adorei ;me pois frente a frente com o asunto que eu estava procurando

    ResponderExcluir
  18. Gosteimuito dos costumes das tribos expostas aqui, e gostaria que fossem também mostradas outras tribos de todo continente africano. janeiro 2o12.

    ResponderExcluir
  19. Muito interessante este sítio. Mostra muito mais da nossa Mãe
    África, de onde todos viemos.
    Até mais,
    Jaques Frick.

    ResponderExcluir
  20. Muito Interessante...Vou referenciar e indicar aos meu alunos

    ResponderExcluir
  21. Acho que é excelente este saite para fazer trabalhos

    ResponderExcluir
  22. este site e muito bom , excelente aula online de polvos e cultura africana muito bom para pesquisan de estudante e curiosos como eu nota DEZ, pra o idealizador espero outras postagens de outros polvos e sua culturas principalmente da AMAZONIA GERAL. obrigado

    ResponderExcluir
  23. '...!!!Temos que respeitar os nossos semelhantes!!!..."

    ResponderExcluir
  24. nossa adorei saber mais sobre os meu santes passados pq eu tambem sou de família indigenas minha vo era uma india e como todos os indigenas tem no sangue a religiao espirita e é bom saber um pouco mais da historia dos meus ante passados bjs fui...

    ResponderExcluir
  25. é imprecionante,quando que o mundo vai aprender a respeitar as diferenças,sabemos que são valores para toda vida

    ResponderExcluir
  26. galera essa gente é gente boa! gostei; muito interessante!

    ResponderExcluir
  27. maravilhosa fotos, o mundo precisa conhecer a africa mesmo q seje por fotos e assim diminuir um poco deste recismo vergonhoso. prof Maria Angeli

    ResponderExcluir
  28. Respostas
    1. não é uuuuuuuu não muinto legau.
      ana paula s.f.

      Excluir
  29. sendo eu uma africana de raiz ,e em Angola principalmente na capital nao valorizamos a cultura africana fiquei impressionada com adiversidade de culturas e religioes

    ResponderExcluir
  30. MUITO BOM! APRENDO MUITO COM ESSAS PESSOAS DE COMO VIVER NUMA VIDA SIMPLES, MAS COM MUITA FELICIDADE.

    ResponderExcluir
  31. TEMOS QUE RESPEITAR AS DIVERSAS CULTURAS, MAS ACHO QUE SE EU FOSSE DE ALGUMA TRIBO, EU FUGIRIA, SE BEM QUE EU SOU DESCENDENTE DE ÍNDIO...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ana paula siuva figeiredo25 de junho de 2012 10:15

      eu só tanbem descendente de indio.
      ana paula.

      Excluir
    2. waaeewueidjvidujfkdfkdofkdokfokporkt0or0ot0rot0rot-eot-eepokrokrkrçrijfi8uer8u8ulf,llor7awacvxxnxm

      sou igles estou aprendendo a falar suas liguas tenho um profesor.

      Excluir
    3. kfygrjok,çlfpglt´00000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000shdusyfuikvjdiugorjogjblgkhpso-9Q17ERE66WUSDUFIFDÇPXX.X,XMXBZC\ZSAWQTEUROY´PI´ÇÇLSJSHGFSFSDATUCNVBVBZC\Z\WAAQQRWRTPYPIPÇ .,MJFKFGHHGJGKKDKJFIERU89EUIFUREIYFUHUERY7EY0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000CMVC,CMHVGITIUYITU89UKLSÇ.,Z;XZNHFEQWTYUOUIPOIP´P´..................................................

      Excluir
  32. brigada mi ajudo muito no meu trabalho tirei nota A valeu.






    Ana Paula s.f.

    ResponderExcluir
  33. Muito legal a cultura africana. Valeu ajudou muito no colégio!!

    ResponderExcluir
  34. noca como e lido asti povo acutura delis sao muito bonita gostei muito porabem

    ResponderExcluir
  35. eu gostei muito, me ajudou a terminar meu trabalho e ainda aprendi muitas coisas...

    ResponderExcluir
  36. aprendi bastante , show de bola

    ResponderExcluir
  37. Parabéns pelo blog. Bem feito, elaborado e com muita informação rica.

    ResponderExcluir
  38. ola o blog ajudoume a fazer um trabalho obigada

    ResponderExcluir
  39. Estou antônimalmelnte mesto, muito obrigada por ajudarme a sanar dúvidas de meu trabalho.

    ResponderExcluir
  40. ESTIMADOS HERMANOS:
    Ustedes los africanos son razas privilegiadas como la raza europea que unicamente es esbelta pero no son fuertes como ustedes, una raza formidable como la fuerza de un elefante porque entre más oscuro es el color de la piel implica más fortaleza y más resistencia física que ninguna otra raza les supera en potencia.

    Atentamente:
    Jorge Vinicio Santos Gonzalez,
    Documento de identificacion personal:
    1999-01058-0101 Guatemala,
    Cédula de Vecindad:
    ORDEN: A-1, REGISTRO: 825,466,
    Ciudadano de Guatemala de la América Central.

    ResponderExcluir
  41. ahhhh bela inforamaçãooooooooooo!

    ResponderExcluir
  42. adoro geografia e a prof <3 sou superdotada

    ResponderExcluir
  43. vserrgfdsaergergfgrgargf

    ResponderExcluir
  44. ajudou no trabalho de história =]

    ResponderExcluir
  45. miuto obrigado me ajudou muito no meu trabalho do colegio...
    que deus te td em dobro oq vc me deu..

    ResponderExcluir
  46. muito legal esse site!

    ResponderExcluir
  47. O povo africano que se cuide pois não estão fazendo nada em termos intelectuais para que venham ter uma sociedade melhor estruturada e desenvolvida...não construíram nada de valor filosófico , científico , dentre outros ; o Brasil , possui a maior população de negros depois da África , e não são pessoas inteligentes pois precisam de impulso para se desenvolverem ...e não passam da mediocridade ...os EUA , também estão em maus lençóis com essa gente ; o que fazer ? culpem a seleção genética ,e para os teístas , culpem a deus.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante, faça-o aquí.